Dezembro 18, 2017

A importância de ter Iniciativa

A importância de ter Iniciativa

 Se é uma pessoa que procura novos desafios e não sabe como prosperar na vida pessoal e profissional, dar-lhe-ei, em breves palavras, algumas dicas de como desenvolver competências para adquiri-la.

Antes de mais, desenvolva a iniciativa (sabemos o quanto é importante que esta esteja sempre presente no seu dia a dia) para conseguir aquilo que realmente deseja – obter sucesso. Esta é uma das qualidades mais importantes em todos os âmbitos da vida, visto que uma pessoa com iniciativa é aquela que dá o primeiro passo, que faz uma coisa sem ser tutelada, que tem por hábito fazer mais do que o expectável, que tem e desenvolve um conjunto de características e competências, como a autoconfiança e motivação, por exemplo.

A autoconfiança é um atributo indispensável para ajudar o individuo nas tomadas de decisão e obtenção de independência, porque “quem hesita, esta perdido” (Allen, 2016) – é um ditado que se revela verdadeiro, porque ninguém acredita em alguém que não acredita em si, que vacila constantemente e que vive, frequentemente, com a dúvida., a indecisão, fatores que se revelam serem desintegradores.

O homem autoconfiante, com iniciativa e motivado, é demasiado forte, alberga características em si que o tornam independente, para conseguir, facilmente, prosperar na vida, obtendo tudo o que deseja; além disso, tem sempre esta autossugestão em mente: “Vou fazer com que os outros acreditem em mim porque vou acreditar neles e em mim próprio” (Hill, Pense e fique rico, 2006).

Estes indivíduos tomam a atitude certa para manter os seus níveis de motivação sempre elevados, tendo consciência de que só assim conseguem mobilizar-se e mobilizar, mantendo-se focados na superação de desafios e conquistar aquilo que desejam – prosperar na vida pessoal e profissional.

Nos dias que correm, somos confrontados com elevados índices de competitividade, o que leva as empresas as serem cada vez mais exigentes na seleção de pessoas, para sua colaboração. Porquê?

Todos sabemos que existem três tipos de pessoas: medíocres, normais e as excecionais – estas últimas têm grandes ideias, projetos, objetivos e conseguem desenvolver soluções para cada problema. São estes indivíduos que se destacam pela diferença, no mundo corporativo, porque trazem soluções para as empresas, destacando-se, no campo de trabalho, aquele que dá o primeiro passo (e isto é um dos atributos mais valorizados num profissional, a iniciativa).

Ter uma pessoa com iniciativa, proativa, numa equipa de trabalho, é o sonho de qualquer empregador, daí, ao validar um conjunto de competências de um individuo no processo de seleção, a iniciativa ser o requisito que mais pesa, pois, segundo Napolleon Hill, em A Lei do Sucesso, “A iniciativa é tão essencial para o sucesso como o eixo é essencial para o pneu de um veículo.”, ou seja, uma pessoa com iniciativa é autoconfiante, não tendo, por hábito, exercer a pratica da procrastinação.

Para desenvolver a prática da iniciativa, é necessário aplicar o método da autossugestão, permitindo ao individuo ‘falar em iniciativa’, ‘pensar em iniciativa’, ‘comer iniciativa’, ‘dormir iniciativa’ e ‘praticar iniciativa’.

Ao desenvolver sempre isso, até fazer parte do seu inconsciente, o indivíduo tornar-se-á um ser de iniciativa e liderança, ficando provado que as pessoas com iniciativa conseguem, de forma involuntária, ter uma legião de fãs, o que facilita a obtenção de uma vida com que sempre sonharam, próspera e abundante, porque “A iniciativa é a chave que abre a porta da oportunidade.” (Hill, A Lei do Sucesso, 2017)

Recomendação bibliográfica
Allen, J. (2016). os 8 Pilares da Prosperidade – Construa os alicerces de uma vida plena e feliz . Plátano Editora.
Hill, N. (2006). Pense e fique rico. Lua de Papel.
Hill, N. (2017). A Lei do Sucesso. Lua de Papel.

0 Comments

Leave A Comment

Deixar uma resposta